17 de janeiro de 2009

Asas


Estarei voando enquanto asas tiver.
Sobre as nuvens olhando as coisas se movendo lá de cima, sentindo o calor do sol tão quente quanto o ninho de um beija-flor. Estarei cantando minha felicidade de estrela em estrela ou sentada num arco-íris, enquanto força e apenas uma asa me restar.
Quero ficar, quero dançar em cima de um balão colorido e lavar minha alma com a chuva que de lá vai cair. Voando e sonhando sem parar, num ritmo constante e um coração acelerado que chora por um segundo que seja de alegria. Vou saudar os anjos, ouvir seus sinos, e sem querer adormecerei no meio da noite em uma lua ou vento qualquer que me leve mais além. Bem mais alto.
Enquanto asas tiver, voando sobre o céu cinzento ou estrelado, estarei feliz, inteira e completa. Assobiando minhas melodias barulhentas, com fome da vida e saudades de você. Quero ficar e
contemplar do raiar do dia ao pôr-do-sol, minha maior fantasia.

...E espero não estar alto demais, quando você decidir me enxergar.


3 comentários:

P! disse...

Ooon, que fofo! Parece até um poema!

xchangox disse...

Fermoso!!

Rebeka disse...

perfeito >.<