27 de fevereiro de 2010

Daquela paz que me procura


Lá vem de novo. As luzes estão acesas, e os meus pés já deixaram o chão. Acho que estamos numa roda gigante, ou vai ver tudo não passa de um sonho. Eu pensei em perguntar sobre esses dias que nasceram depois de você. Tive vontade de saber o porquê que eles fogem do ensaio. Não me perdi, apenas encontrei o caminho cheio de curvas que me leva até a sua inquietação. Não é nada telepático ou sobrenatural, são os seus sinais, eles me chamam.

Sinto um medo que me encoraja e enquanto isso, escuto a música do vai e vem dos ventos que por aí levaram o meu limite. Talvez seja culpa dos signos, ou das fases da lua. Quem sabe até o sol nasceu mais cedo, ou a roda gigante parou quando estávamos no alto.


Meu bem, eu não sei quase nada sobre o que ter a certeza de que estou aonde deveria estar. Porém não me cure agora, me deixe ficar. Desde a sua primeira fumaça, meus pensamentos se resumiram em encontrar a minha paz.

Lá vem, lá vem de novo.

4 comentários:

Beka disse...

*------------------------*

Gosto do medo que encoraja, presto atenção aos sinais, e sou super ligada aos signos, sim, eles tem GRANDE culpa disso rs, gosto dessa sua paz, me encanta muito sabia?
Ah, e se a tal paz ou o medo que encoraja ta vindo...melhor ainda o/
carpem diem! ♥


PS: Seus textos são fascinantes *-*

>.<

Bruna Trindade disse...

Sensação boa essa... De ir e vir.

Eu gosto muito daqui.

Abraço ;)

Vanessa M. disse...

Que te deixem ficar. Que o seu canto seja de paz e regado de boa companhia, Dona Paula.
;)

jefhcardoso disse...

Oi Paula! Venho lhe fazer um convite. Pode parecer meio pretensioso, mas é isso que tenho feito. Todos os dias eu convido algumas pessoas para lerem os meus textos. Eu escrevo é para quem lê mesmo. Bem, na verdade, primeiro eu escrevo pra mim, mas logo depois é para quem for ler. (sorrio). Assim cheguei até você e até todas as pessoas que estão fazendo do meu blog um organismo vivo e cheio de energia.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com